O que procura?

Encontre serviços e informações

Coren-PI realiza visitas administrativas em Teresina e no interior

Iniciativa promove a aproximação entre profissionais de Enfermagem o conselho

Estamos todos ansiosos pela aprovação da PEC 11 no Plenário da Câmara das Deputados, que está prevista para esta quarta-feira, 13.

Enquanto isso, o trabalho por aqui não para! Segunda e terça-feira, o Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI) realizou visitas administrativas em várias instituições, em Teresina e no interior.

Segunda-feira, 11, o presidente, Enf. Antonio Neto, e o conselheiro T.E. Wendel Alves, estiveram na Maternidade Dona Evangelina Rosa. Já na terça-feira, 12, pela manhã, o assessor técnico, Enf. Arthur Antunes e o conselheiro T.E. Flaviano Aragão, visitaram o SAMU de Valença do Piauí e o Hospital Regional Eustáquio Portela, no mesmo município.

Mais tarde, os representantes do Coren-PI dialogaram com os profissionais de Enfermagem das unidades básicas de saúde de Lagoa do Sítio. Encerrando as visitas do dia, em Ipiranga, o SAMU, a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital de Pequeno Porte receberam a comitiva do conselho.

Esse tipo de inciativa promove a aproximação entre os profissionais de Enfermagem e o Coren-PI. É uma oportunidade de manter os profissionais inscritos informados sobre as ações do conselho, novas tecnologias, como é o caso da Plataforma Cofen Play, esclarecer possíveis dúvidas sobre as funções finalísticas da autarquia e atualizar sobre o cenário de conquistas políticas recentes, com a aprovação e tramitação de projetos de lei da diretamente ligados à Enfermagem.

É muito importante que os profissionais de Enfermagem mantenham esse diálogo saudável com o Coren-PI. Dessa forma, estaremos sempre por dentro das carências e estudaremos possibilidades de oferecer as melhores soluções possíveis, como cursos de capacitação e treinamentos.

“Além de fortalecerem o exercício legal da Enfermagem, essas visitas alcançam os profissionais, principalmente do Sul do estado, que muitas vezes têm dificuldades de acesso às ações promovidas pelo conselho. É fundamental aproximar e empoderar esses profissionais”, explicou o conselheiro Flaviano Aragão.

FONTE: Ascom Coren-PI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *